Início Mundo Israel acorda com Egito construção de gasoduto "offshore"

Israel acorda com Egito construção de gasoduto "offshore"

O acordo foi anunciado durante a visita a Jerusalém do ministro egípcio da Energia, Tarek al-Moulla, que manteve encontros com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, com o chefe da diplomacia, Gabi Ashkenazi, e com o seu homólogo, Yoni Steinitz.

“As reuniões entre as nossas equipas tiveram o objetivo de reforçar a cooperação entre os nossos países no domínio da energia e, em particular, do gás natural”, afirmou o ministro egípcio, numa declaração conjunta, citada pela agência France Presse.

“Os dois ministros concordaram com a construção de um gasoduto ‘offshore’, que ligará o campo de gás Leviathan [na costa israelita] a instalações de liquefação no Egito”, segundo fontes próximas das negociações, não identificadas, à AFP.

O objetivo é “aumentar as exportações de gás para a Europa a partir das instalações de liquefação no Egito e satisfazer a crescente procura de gás natural por parte da Europa”, acrescentaram as mesmas fontes.

Os trabalhos no Leviathan – o maior projeto energético da história de Israel — foram lançados há uma década. Vários milhares de milhões de dólares investidos depois, o campo começou a produzir os primeiros barris de ouro azul em dezembro de 2019 e alimenta a ambição de fazer do Estado israelita uma “potência” energética regional.

Pouco depois do lançamento da produção do Leviathan, o Egito, o primeiro país árabe a assinar a paz com Israel, em 1979, anunciou as primeiras entregas de gás israelita, através do gasoduto submarino EMG, que liga a cidade israelita de Ashkelon a El-Arich.

Fonte próxima das negociações egípcio-israelitas foi incapaz de esclarecer se o novo gasoduto irá ser ligado ao EMG ou se o gás a escoar através do novo gasoduto irá diretamente do Leviathan para o Egito.

Descoberto em 2010, a 130 quilómetros da costa de Haifa, no norte de Israel, o Leviathan contém recursos exploráveis de cerca de 605 mil milhões de metros cúbicos de gás natural, de acordo com o consórcio israelo-norte-americano que lidera o projeto.

Leia Também: Israel fecha praias após derrame de petróleo na costa mediterrânica