Início Mundo Trabalhador morreu após cair de andaime e chefe proibiu que chamassem 112

Trabalhador morreu após cair de andaime e chefe proibiu que chamassem 112

Um homem de 55 anos morreu, na passada sexta-feira, no hospital Clínic de València, depois de ter caído 6 metros de um andaime. O incidente ocorreu numa obra em Alboraia, em Valência, onde trabalhava sem contrato, conta o Las Provincias.

O trabalhador, que era de origem equatoriana, sofreu uma pancada forte na cabeça aquando da queda. Um colega alertou o dono da empresa que decidiu proibir os presentes de ligarem para o 112 a chamar ajuda, provavelmente devido à situação laboral irregular do homem. Esteve inconsciente 45 minutos sem receber assistência médica.

Segundo um testemunho captado pelo jornal, o chefe disse aos colegas que levassem o trabalhador para o interior do edifício até que chegasse para avaliar o seu estado. Quando chegou e viu o que o homem estava inconsciente decidiu então transportá-lo para o hospital Clínic de València, mas deixou-o apenas à porta e foi embora.

A vítima tinha lesões internas graves e, apesar dos esforços médicos, acabou por morrer minutos depois de chegar ao local.

As autoridades policiais dirigiram-se então ao hospital para investigar e suspeitam que o homem não tinha posto o arnês de segurança e que a causa da morte terá sido a queda. A família do homem está a ponderar apresentar uma queixa contra o empresário por não ter chamado os serviços de emergência no momento do acidente.

Leia Também: Terceira noite de manifestações violentas depois de detenção de ‘rapper’