Início Notícias Para um casal com (ou sem) filhos, eis onde a fatura da...

Para um casal com (ou sem) filhos, eis onde a fatura da luz é mais baixa

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) apresentou, esta sexta-feira, o retrato das novas ofertas do mercado liberalizado de eletricidade, para o segmento dos consumidores domésticos, após as atualizações feitas pelos comercializadores em janeiro de 2021.

“Os preços de venda a clientes finais no mercado liberalizado, são negociados livremente entre comercializadores e clientes e incluem os preços a que os comercializadores compram a energia em mercado para vender aos seus clientes, assim como as tarifas de Acesso às Redes”, refere a ERSE, em comunicado.

Deste modo, com base na opção horária simples e incluindo serviços adicionais, a ERSE avaliou as novas ofertas mais competitivas de cada comercializador para os consumidores-tipo 1, 2 e 3 do simulador de preços de energia: casal sem filhos (potência contratada de 3,45kVA e consumo anual de 1900 kWh), casal com dois filhos (potência de 6,9kVAe consumo anual de 5 000kWh) e casal com quatro filhos (potênciade 13,8kVA e consumo anual de 10900kWh.

Consumidor tipo 1 (casal sem filhos):

Considerando as ofertas de eletricidade mais competitivas de cada um, 12 comercializadores apresentam um preço mais competitivo do que a tarifa regulada, segundo a ERSE.

“A oferta comercial de eletricidade com menor fatura mensal é da Iberdrola (Plano Outono-Inverno), com um valor de 31,40 euros/mês, equivalente a um desconto de 13% e uma poupança mensal de 4,7 euros face à tarifa regulada. Logo de seguida posiciona-se a Endesa (Tarifas Simples), com valores mensais de 32,6 euros, e a Galp Power (Casa e Continente Eletricidade Verde FE+DD), com 32,8 euros. Estas duas últimas ofertas apresentam, comparativamente à tarifa regulada, descontos de 9% e poupanças mensais de 3,5euros e de 3,3 euros, respetivamente”, pode ler-se.

Consumidor tipo 2 (casal com 2 filhos):

Considerando as ofertas de eletricidade mais competitivas de cada um, 14 comercializadores apresentam um preço mais competitivo do que a tarifa regulada, de acordo com o regulador.

“A oferta comercial de eletricidade com menor fatura mensal é da GoldEnergy (Monoeletrico ACP 2021) com um valor de 81,3 euros/mês, equivalente a um desconto de 9% e uma poupança mensal de 8,4 euros face à tarifa regulada, seguida da EDP Comercial(Eletricidade Desconto de AmigoCC+DD+FE) e da Iberdrola (Plano Outono-Inverno) com valores mensais de 81,6 euros e 83,7 euros, equivalendo a descontos comparativamente à tarifa regulada de 9% e 7% e poupanças mensais de8,1 euros e 6 euros, respetivamente”, adianta a ERSE.

Consumidor tipo 3 (casal com 4 filhos):

Considerando as ofertas de eletricidade mais competitivas de cada um, 16 comercializadores apresentam um preço mais competitivo do que a tarifa regulada.

“A oferta comercial de eletricidade com menor fatura mensal é da EDP Comercial (Eletricidade – Desconto Amigo), com um valor de 173,6 euros/mês, equivalente a um desconto de 10% e uma poupança mensal de 18,8 euros faceà tarifa regulada, seguida da Goldenergy (Monoeletrico ACP 2021) e da Iberdrola (Plano Outono-Inverno) com valores mensais de 175,9 euros e 181,2 euros , equivalendo a descontos comparativamente à tarifa regulada de 9% e 6% e poupanças mensais de 16,5 euros e 11,2 euros, respetivamente”, segundo a ERSE.

A ERSE aconselha os consumidores:

  • a verificarem nas faturas se o valor que pagam é maior ou menor que o do mercado regulado;
  • a consultar e compararas novas ofertas de mercado e, caso sejam mais favoráveis que os seus contratos históricos, a contratar uma nova oferta/comercializador.

Leia Também: NASA destaca sucesso da missão na viagem do ‘Perseverance’ até Marte